Tudo de uma vez

Por Inácio Araujo

 

Mostra_Cinema_SP_10_15

Já que tudo tem que acontecer, que seja de uma vez.

É isso?

Então, de uma vez, em São Paulo, começa a Mostra 39 e o Godard Completo.

Quase na mesma hora.

Eu já esperava o Godard, mas pensei que começaria em Brasília.

É espectacular de todo modo. Com C.

Acho que é o Eugenio Puppo que fez, não é?

Grande Gênio Puppo.

Nunca mais me convidou pra almoçar na Pompéia.

O que é ruim porque não convidou e ele cozinha muito, muito bem.

E bom porque a gente engorda pelo menos um kilo quando vai lá.

Podia muito bem ser o Godard quando a Mostra acabasse, não?

god

O que é? Uma espécie de concorrência?

Não sei se a ideia é essa, só que não me parece boa.

Mas isso não é tudo.

O CineBH me convidou para fazer duas sessões comentadas de filmes: O Desprezo e French CanCan.

Sim, o CineBH acontece simultaneamente.

E as moças de Minas sabem fazer festivais como ninguém.

Este ano homenagearam a Lucrecia Martel.

E agora tem o pessoal de Contagem, fazendo filmes muito especiais.

Enfim, estarei lá de terça a sexta.

Se chegar a tempo assistirei ao “Sem Título 1″ ou “Leitfossil”, a obra-prima do Carlos Adriano.

Preciso de tempo para falar desse filme decentemente.

Entrementes, mais uma safra de bons filmes da Versátil.

Difícil saber por onde começar.

Tem terror, tem samurai, tem coisas muito especiais saindo. Tentarei falar melhor em breve, mas não será fácil.

Agora, tem um álbum muito especial com o cinema segundo Martin Scorsese.

Importante porque o MS é o verdadeiro guru da geração atual de realizadores.

E entende de cinema americano como ninguém.

Digo cinema americano porque são dois filmes.

O Outro é sobre o cinema italiano, mas é menos bom. Muito menos. Como se desse aula aos americanos.

Legal, mas quando fala do cinema americano está falando dele, “ecce homo”: de como cheguei a ser o que sou.

E mostra uma parte grande do que é grande no cinema americano. Cada momento, cada gênero.

O que o alimentou, basicamente.

E desculpem o jeito expeditivo. Tenho de correr que nem o coelho da Alice no País das Maravilhas: deixa eu correr.

Ainda tenho de dar aula e escrever antes da viagem…